Av. Nove de Julho 4939 - cj64 - Torre Europa | Jardim Paulista | São Paulo leandro@leandrobrum.com.br

Lifting Endoscópico Facial

Lifting Endoscópico Facial

 

=

O que é o lifting endoscópico facial?

O lifting endoscópico facial é a cirurgia que proporciona rejuvenescimento da face. Com o passar dos anos, a face sofre alterações decorrentes do processo natural de envelhecimento. As constantes contrações musculares e a perda de elasticidade formam linhas na testa, nos sulcos glabelares (entre as sobrancelhas), e atuam na queda das sobrancelhas e maçãs do rosto. Essas alterações conferem à face um ar de cansaço e tristeza, além de aspecto envelhecido.

O lifting endoscópico facial está indicado para pacientes que possuem queixa de queda:

  • na região do supercílio e da parte superior da face – chamado lifting frontal
  • na região do terço médio, que é a área das bochechas – chamado lifting da região malar ou lifting de terço médio. 

Todas essas correções (supercílios, glabela e bochecha) podem, através do lifting endoscópico, ser realizados em um mesmo procedimento cirúrgico se o paciente possuir indicação.

Para quem não está indicado?

O lifting endoscópico facial não está indicado para pacientes que desejam tratar a região inferior da face (abaixo da linha do nariz), pois geralmente são condições em que há excesso de pele e que devem ser contempladas por outra técnica cirúrgica. Leia mais aqui. 

=

Está indicado para quais idades?

Existe uma faixa etária mais comumente envolvida com indicação do lifting endoscópico facial, mas as alterações podem ocorrer em qualquer idade, tudo depende das características facial e genética. Em geral, pacientes entre 40 e 50 anos já começam a apresentar queda de supercílio, necessitando de lifting frontal ou superior. Já as queixas de terço médio caído podem acontecer em idades até inferiores, em pacientes na faixa dos 30 anos. A única região da face em que geralmente aparecem alterações apenas após os 50 anos, é a região de terço inferior, abaixo do nariz.

lifting-endoscópico-facial
=

Como é realizado o lifting endoscópico facial?

O lifting endoscópico facial é realizado através de vídeo-endoscopia onde, por meio de cortes mínimos no couro cabeludo, são introduzidos instrumentos da espessura de uma caneta. O cirurgião visualiza as estruturas que deseja corrigir e consegue reposicioná-las ao seu lugar natural. Não existe esticamento e retirada de pele na cirurgia endoscópica, então para os pacientes que desejam se submeter ao procedimento, não pode existir excesso de pele. O que se corrige na cirurgia são as estruturas internas, como a musculatura que está aderida à parte óssea.

Como nessa técnica não existe tração cutânea, ou seja, a pele não é puxada, o resultado é bastante natural. A diferença do lifting endoscópico facial para a técnica tradicional, chamada coronal, é exatamente o resultado mais harmônico e natural conferido à face.

O pós-operatório da cirurgia de lifting endoscópico facial é relativamente simples e indolor. O único desconforto que o paciente pode experimentar é o inchaço, que ocorre principalmente em torno das pálpebras, onde a região é mais frágil e a pele é mais fina. Esse inchaço dura, em média, duas semanas.